M&V José! #25 – No God, Please! Não!

No God, Please! Não!

No God, Please! Não!

Essa semana, Jairan Rodrigues, João Paulo & Wellingnton Lima discutem sobre política e um pouco sobre o regime militar no Brasil. Será que você também é um dos que defendem políticos com unhas e dentes?

Obs: Ouça o podcast e descubra a resposta para o enigma de Beremiz do podcast passado, M&V José #24.

LINKs IMPORTANTES

| Assine no FEED: http://morteevidajose.com.br/podcast/josefeed.xml

| Comentários e críticas: mvjose@morteevidajose.com.br

| Acompanhe no facebook/mevjose | Instagram/morteevidajose | youtube.com/morteevidajosebr

| João Paulo (Facebook | twitter | Instagram | Pernambuco Alternativo)

| Jairan Rodrigues (Facebook | twitter | Instagram)

| Wellingnton Lima (e-mail)


Sobre SrJairan

Formado em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado da Bahia, aspirante a escritor, fundador e administrador do site/podcast Morte & Vida José! E um apaixonado por natureza e cultura.

  • Colega de Jairan

    Olá pessoal do blog M&V José!
    Sempre evito comentar nos podcasts aqui devido aos inevitáveis e cansativos textões, mas desta vez tive que comentar, peço perdão pelo tamanho do texto, mas como eu já disse é inevitável devido a complexidade do assunto.

    Bem, primeiramente tenho que dizer, com todo respeito, que fiquei surpreso com a falta de embasamento dos participantes para abordar um assunto com tão abundante acervo para pesquisa e documentação histórica que é o regime militar, isso explica tanto repúdio às pessoas ditas “defensoras da ditadura”

    Vou partir do princípio que maioria dos leitores aqui tem aquela visão geral que maior parte da população tem sobre o regime militar, que ouviram falar na TV e nos livros do MEC e nunca se interessaram em pesquisar sobre o assunto. Pois bem, esse acontecimento político histórico que é o regime militar não se resume simplesmente em repressões policiais à população nas ruas, é algo que vai muito além.

    É impossível falar sobre o regime militar sem falar em uma doutrina social que deu origem a inúmeros partidos dentro e fora do Brasil e que muitos já ouviram falar, mas para a sorte da esquerda, poucos se interessam em pesquisar sobre ela: O COMUNISMO.

    Tratasse de uma ideologia tão danosa a qualquer sociedade que até eles próprios os comunistas preferem não falar sobre isso em público, mas é o comunismo o alicerce tanto dos partidos de esquerda atuais PT, PSOL, PCdoB, etc.. quanto dos partidos e movimentos guerrilheiros revolucionários do período militar: PCBR Partido Comunista Brasileiro Revolucionário, VAR-Palmares Vanguarda Armada Revolucionária Palmares, PAC Proletários Armados pelo Comunismo, MNR Movimento Nacionalista Revolucionário, VPR Vanguarda Popular Revolucionária, AP Ação Popular, MR8, COLINA, POLOP e muitos outros.

    Logo depois da revolução cubana em 1959 liderada por dois dos grandes nomes do comunismo: Che Guevara e Fidel Castro este ultimo ditador do país até hoje, que deixou mais de 115 Mil mortos, o projeto de expansão do comunismo na America Latina, que continua forte, avançou para países como Bolívia, Venezuela e Brasil onde os partidos comunistas formariam grupos de guerrilha armada com dinheiro soviético repassado por Cuba. No Brasil foram criadas 29 organizações guerrilheiras onde Fidel Castro vislumbrou expandir sua revolução comunista. Em 1961 o PCB acertava com Fidel Castro o envio de guerrilheiros para cuba a fim de preparar quadros revolucionários que desencadeariam a luta armada no Brasil. Em 1966 os comunistas decididos a tomar o poder a força e em curto prazo passou a usar táticas terroristas como as que foram usadas pelo grupo guerrilheiro Ação Popular com a bomba no Aeroporto de Guararapes deixando 12 mortos e outros ataques com bombas sem vítimas. Em 1968 com a chegada ao Brasil do primeiro contingente de guerrilheiros formados em Cuba, entrou em sena personalidades idolatradas até hoje por políticos e partidos de esquerda, como Carlos Lamarca e Marighuella este ultimo com direito até a um recente projeto de lei do PT para incluí-lo ao livro de heróis da pátria e filme em sua homenagem protagonizado por Wagner Moura ao custo de R$10 Milhões ao ministério da cultura, o mesmo Marighuella famoso por comandar diversos grupos guerrilheiros e lançar em 1969 seu livro: Manual do Guerrilheiro Urbano(Disponível para quem quiser ler), onde orienta com todas as letras assaltos, invasões, apropriações, seqüestros, execuções, terrorismo, seqüestro e várias outras atrocidades. Em 1968 desencadeou-se vários atentados a bomba, assaltos a agencias bancárias e sequestros de pessoas importantes a fim de aumentar seus recursos para o suprimento de armas e munição.

    Diante da situação ficando caótica no país, o povo através de passeatas nas ruas, a igreja católica e toda a imprensa pediam para que os militares assumissem o poder, mas claro que nada disso os livros do MEC contam, o regime militar nos livros do MEC se resume basicamente em opressão por parte da polícia à qualquer inocente que passasse na rua, o fato é que todo material educacional distribuído nas escolas públicas é muito bem elaborados por autores escolhidos pelos governos esquerdistas/comunistas ao longo das ultimas décadas.

    Nos anos 70 quando os grupos comunistas começaram a cair, os militantes da esquerda Brasileira inspirados nas teorias de Karl Marx, um dos pais do comunismo, iniciaram a estruturação de um projeto de infiltração nas faculdades brasileiras, no meio artístico e cultural e principalmente nas edições de jornais, ou seja os setores de maior poder de influencia sobre a formação da opinião popular.

    Foi necessário, por parte dos militares, comandar o país com mãos de ferro, usar métodos drásticos contra os comunistas ou qualquer um que tentasse ajudá-los pois não se combate terrorismo com flores. E é fácil observar que o numero de mortos foi pouquíssimo se colocarmos ditaduras de verdade como em Cuba e Venezuela com milhares e milhares de mortos ou o Brasil de hoje onde morrem 70 mil por ano,em comparação com o regime militar com cerca de 300 mortes durante 21 anos de regime militar sendo desses 300 120 mortos por grupos guerrilheiros, Pode-se dizer que o regime militar foi um mal necessário pois sem ele com certeza teríamos muito mais vítimas mortas pelo comunismo como em todas as revoluções comunistas que totalizam oficialmente mais 100 Millhões de mortos em diversos países ao longo de um século, sem falar que viveríamos hoje em um país socialista, quem tiver curiosidade dê uma olhada em como é a vida do povo em Cuba ou na Venezuela onde vivem em uma total miséria e em um país parado 60 anos no tempo vivendo em uma verdadeira ditadura e arriscando suas vidas tentando fugir do país seja nas fronteiras ou tentando atravessar o mar do caribe em botes improvisados

    Ainda que diversos crimes tenham ocorrido pelos militares, estes crimes eram a exceção e não a regra, houveram sim muitos erros, o principal foi a demora para devolver o poder ao povo, mas o regime militar no Brasil foi o único período de recessão militar no mundo que devolveu o poder pacificamente.

    FRASES DITAS NO PODCAST

    “Vem vindo a tona o pensamento da galera”

    O fato é que depois de tanto tempo com a verdade sendo sufocada pelas mentiras dos partidos que aí estão, aos poucos A VERDADE ESTÁ VINDO A TONA e as pessoas aos poucos estão indo atrás de pesquisar sobre o assunto, pois como diz o sábio: “A mentira tem perna curta”

    “tem aquela galerinha que AINDA INSISTE em defender ”

    Não é uma “galerinha que ainda insiste em defender “, mas sim uma parte cada vez maior da população que está se interessando cada vez mais sobre o assunto e buscando saber o que de fato aconteceu.

    “quem defende o regime militar são familiares de militares, gente comum e uma galerinha evangélica ”

    Não, não pertenço aos familiares de militares nem a “galerinha evangélica” acho que me enquadro nesse outro rotulo “gente comum” assim como todos os outros “defensores do regime militar” que eu conheço.

    “.galerinha evangélica.. ..que entra no discursinho família tradicional brasileira” min.14:29.

    Não entendi o tom de sarcasmo ao mencionar família tradicional brasileira, já que não há nada de desprezível em pertencer ou defender a família tradicional(Pai, mãe e filhos) pelo contrário, defender os valores da família tradicional é direito de todo cidadão e motivo de orgulho para grande maioria dos brasileiros.

    “uma coisa é você saber da ditadura militar pelo que os livros contam e por comentários que você vê na TV, outra coisa são as pessoas que viveram”

    Gostei dessa frase e vou até deixar um link de um vídeo curtinho sobre ela: https://www.youtube.com/watch?v=emKulVFtp-E

    Poderia deixar milhares de Links aqui sobre o regime militar, mas vou deixar que cada um pesquise por contra própria, o que não falta é material para pesquisa e um vasto acervo de documentos históricos a disposição de todos, só vou deixar aqui mais um link de outro vídeo também curtinho onde o cantor Amado Batista fala da ocasião em que foi preso e cruelmente torturado pelos militares: https://www.youtube.com/watch?v=T9LivzkOpDs

    “pra muita gente foi bom, teve muita gente que se beneficiou”

    Acho que foi a única frase dita no podcast sobre esse tema, que eu concordo, realmente muita gente se beneficiou, e esse “muita gente” inclui todos os brasileiros até os dias de hoje, pois foi durante o regime militar que o Brasil teve seus maiores avanços.

    Durante o regime militar o Brasil passou de 42° para a 8° economia mundial, o pais que antes era absolutamente agrário passou a crescer quase 15% ao ano.e Reduzir a inflação de 100% aa para 12% aa
    Durante o regime militar foi criado a Polícia Federal o Banco Central do Brasil, BNH, EMBRAPA, Eletrobras,Nucleobras, Embratel e Telebras, INFRAERO e Zona Franca de Manaus,
    Durante o regime militar foram construídas as usinas hidrelétricas de Angra I e Angra II e as maiores do MUNDO até então: Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipú,
    Ponte Rio Niterói, 4 portos navais e reestruturados mais 20,
    Implementação dos Pólos Petroquímicos em São Paulo (Cubatão) e na Bahia (Camaçari);
    Construção dos maiores estádios, ginásios, conjuntos aquáticos e complexos desportivos do país
    Matriculas no ensino superior de 100 Mil para 1,3 milhões até o final do período militar,; de 3 mil para 45 mil Km de estradas construídas e pavimentadas, Rede Ferroviária ampliada de 3mil para 11 mil KM, aumento na produção de petróleo de 75 mil para 750 mil barris/dia e mais uma infinidade de coisas que não caberia aqui.

    Em fim, tentei resumir tudo o Maximo possível, mas não tem como ser breve sobre esse assunto, sobre o restante do podcast concordo 100%, abraços ao pessoal do M&V José e fiquem na paz.

    • Jairan Rodrigues

      Obrigado pelas informações valiosas José. Infelizmente não vou ter como ler tudo isso no próximo cast, mas vou citá-lo como importante para entendimento do assunto no próximo episódio.